Pais que abandonam seus filhos: por quê?

O que leva um pai a abandonar seu filho? Bem sabemos que este gesto deixa feridas profundas na criança, mas é justo compreender o que está por trás desta difícil escolha.

dificultad para recordar los nombres de las cosas



Pais que abandonam seus filhos: por quê?

Existem pais que abandonam seus filhos, pais e mães que em algum momento falham em suas responsabilidades e eles decidem sair. Os casos de abandono de crianças são muitos, diferentes e únicos, tal como as pessoas envolvidas. Uma experiência semelhante representa um trauma para a criança, mas também é verdade que algumas situações podem ter motivos subjacentes.



A pobreza e os recursos escassos são frequentemente as principais razões para fazer esta difícil escolha. Em outros casos, é pais muito jovens que decidem dar os seus próprios crianças para adoção ou para confiar a eles aos membros da família. Nestes casos não podemos falar de abandono real, mas certamente a sociedade tende a julgá-los como tal.

Estamos perante uma dura realidade com mil facetas em termos de motivações, situações e realidades particulares. No entanto, não podemos subestimar a extensão dessas experiências em crianças. Crescer sem pai, chegar à adolescência sem a figura da mãe, marca e deixa lacunas.



Pais abandonando seus filhos e mural de Banksy.

Porque há pais que abandonam seus filhos

Em nossa vida diária, frequentemente encontramos histórias dramáticas que nunca deveriam acontecer. Apesar do avanço da sociedade, o abandono de crianças ainda é uma realidade.

Hoje de novo existem bebês que se encontram nos locais mais absurdos, muitas vezes acompanhando a triste realidade das mães que chegaram ao fundo do poço, onde os serviços sociais não conseguiram chegar.

O abandono de uma criança nunca é uma decisão temporária , não é uma escolha feita de um momento para o outro. Geralmente, portanto, é o resultado de uma longa meditação e reflexão após a qual, por qualquer motivo, se opta pela solução mais trágica. Vamos analisar os motivos mais comuns.



As dificuldades financeiras dos pais que abandonam seus filhos

A pobreza e a exclusão social são os principais motivos que levam os pais (ou ambos) a abandonar os filhos. É vital que a sociedade identifique e intervenha nestas situações extremas.

Abuso de drogas, alcoolismo

O abuso de drogas e a exclusão social geralmente andam de mãos dadas. No entanto, também pode ser o caso de um casal em que um dos pais é tornou-se um alcoólatra . Diz-se que os filhos de pais alcoólatras experimentam dois tipos de negligência.

A primeira acontece em casa, quando a falta de cuidado, a falta de afeto ou mesmo a violência podem funcionar como um prólogo do que vai acontecer em breve. Na verdade, o abandono final da família virá.

Gravidezes indesejadas

Ao perguntar por que há pais que abandonam seus filhos, é importante levar em consideração a gravidez indesejada. Nesse contexto, as situações mais díspares podem surgir. Casos de violência são um exemplo , bem como gravidezes de menores. São situações extremas, em que muitos jovens se sentem sozinhos e não sabem como agir.

Por outro lado, outras situações podem surgir, como casais que descobrem que estão esperando um filho. Enquanto um dos pais aceita com entusiasmo a notícia, o outro não a sente da mesma maneira. Mais cedo ou mais tarde ele poderia optar pelo abandono definitivo de sua casa.

Fuga de laços: pais imaturos

Existem pais imaturos e mães sem instinto maternal , pais que, a certa altura, decidem abandonar os filhos. Nem todos estão preparados para assumir tal responsabilidade e por mais que busquem voluntariamente um filho, a realidade mostra que estão sobrecarregados.

Em princípio, o abandono é mais comum no primeiro ano de vida, mas o pai ou a mãe imaturos podem tomar essa decisão a qualquer momento. Pouco importa que os filhos tenham três, cinco ou dez anos, a decisão já foi pensada e eles optam por fugir de qualquer vínculo.

Menina no cais com os pés balançando.

Problemas com o parceiro: o abandono como solução para recomeçar

Entre as várias razões pelas quais alguns pais abandonam os filhos, precisamos nos aprofundar nos problemas de relacionamento. Os desacordos, as separações, divórcios complicados , as dificuldades encontradas nas tentativas de se chegar a um acordo sobre a pensão alimentícia ou custódia dos filhos levam muitos pais à solução mais extrema: o abandono definitivo.

Essas realidades são particularmente difíceis para as crianças , que não só testemunham o distanciamento, brigas e tensões entre os pais. Em alguns casos, eles podem até se sentir culpados pela fuga dos pais.

Por outro lado, é comum o pai falecido começar uma nova vida com outra pessoa, com quem forma uma nova família. Nestes casos, não é certo que ocorra um novo abandono. É dramático, além de quase incompreensível, que as pessoas optem por não fazer mais parte da vida dos filhos por desentendimentos com o parceiro.

Para concluir, as razões pelas quais uma pessoa abandona o filho são, em muitos casos, tão complexas quanto condenáveis. Claramente existem situações que são compreensíveis, enquanto outras devem ser condenadas. De qualquer forma, você precisa fazer todo o possível para evitar que eles aconteçam.

A ausência de um pai deixa um vazio intransponível na vida de uma criança. Além disso, é uma ferida que não fecha na idade adulta. Vamos manter isso em mente.

Uma mãe sempre permanece, mesmo quando todo mundo vai embora

Uma mãe sempre permanece, mesmo quando todo mundo vai embora

Mãe é aquela figura que sempre cuida de nós, mesmo quando somos adultos